Pragas Urbanas

Baratas

As espécies mais comuns são Barata Americana (Periplaneta americana) e Barata Germânica (Blatella germanica)

Um casal de baratas, no período de 1 ano, pode gerar até 100 mil descendentes, sendo que nos países tropicais esse número é facilmente ultrapassado. Elas possuem pequenos pelos nas costas que funcionam como sensores, informando perigo no local.

As baratas infestam cozinhas e banheiros devido à elevada temperatura e umidades encontradas nesses ambientes, principalmente em torno de equipamentos geradores de calor (geladeiras, freezers e outros) e sob pias, próximas dos encanamentos.

Por terem hábitos noturnos, quando observarmos uma barata é porque existem em média 50 escondidas.

Alimentação

As baratas são onívoras, sendo capazes de ingerir qualquer tipo de alimento.

Possíveis danos

são responsáveis pela transmissão de várias doenças, como conjuntivite, infecções alimentares, alergias, micoses e outras pois disseminam bactérias, fungos e vírus.

Curiosidades

As baratas podem viver até 15 dias sem água ou alimento e 30 dias somente com água proveniente da evaporação, obtida pela cocção dos alimentos.

A maior barata tem cerca de 20 centímetros de comprimento. Já a menor cerca de 4 milímetros e por ser tão pequena, vive em ninhos de formigas.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Biológicas há 200 baratas por habitante na grande São Paulo.